Recomendações

(396)
Christina Morais, Advogado
Christina Morais
Comentário · há 5 meses
Na minha experiência decana já constatei que consulentes que não pagam consulta também não contratam os serviços. E isso é fato. Muitos até já têm a indicação de um ótimo advogado, a quem pretendem despender seus recursos em troca da defesa de seus interesses, e procuram por aí segundas e terceiras opiniões apenas para investigarem se seus investimentos estão mesmo seguros, ou seja, pra ver se a linha de pensamento do advogado que realmente RECEBERÁ HONORÁRIOS se coaduna com a de seus pares. Querem saber se estão no caminho certo e querem saber de graça. Eu não atendo mais consultas grátis. Apenas para clientes que veem tirar dúvidas sobre outras causas e eu tenho a confiança de que caso decidam ingressar com a ação irão me contratar. E eu sei disso porque após serem meus clientes numa primeira causa, me procuraram de novo para defendê-los em outra e também enviaram outros clientes. Então são pessoas que fazem parte da minha carteira de clientes. Paraquedistas surgidos do nada, não arrancam de mim uma palavra sequer, a menos que marquem um horário comigo no escritório já cientes de quanto custará a consulta, e que eu cobrarei por ela. Fora isso, não tenham medo de dizer não. Como já comentei em outro post da dra Elane, se o cliente não paga, não é cliente. E consulente é cliente de consultoria, portanto, tem o mesmo dever de pagar que têm os clientes contratados para atuar no processo. Só falta uma coisa para que a farra dos consulentes gratuitos suma do mapa: coragem por parte da classe em dizer não. Simples assim. Eu já tomei essa coragem há muitos anos e não me arrependo.
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Sangão (SC)

Carregando

ANÚNCIO PATROCINADO

Fábio Silvano

Rua João Manoel Silvano - Santa Catarina (Estado) - 88717-000

Entrar em contato